quinta-feira, 1 de setembro de 2005

FIM DE FÉRIAS


*Depois de uma ausência de cerca de três meses o SoPaFla está de volta. Sim, para felicidade geral da nação,a partir de hoje retomo aos meus posts! E começo por pedir desculpas por esta longa ausência, estas férias que não foram exactamente programadas.Peço desculpas, principalmente, por ter sido uma ausência não anunciada.Devo dizer que fiquei lisonjeada com as abordagens directas e os e-mails que recebi de pessoas a querer saber se esta paragem era definitiva e a incentivarem-me a continuar.
Pois bem, para o bem e para o mal, o SoPaFla está de volta e, se Deus quiser, veio para durar.


*E então, o que tem acontecido desde que esta escriba arrumou o teclado? Deixa ver... houve o Caso Querido (que misteriosamente desapareceu da imprensa nacional, desde então), houve as monumentais festas da comemoração dos 30 Anos de Independência de nação,aconteceu um pseudo-Festival da Juventude, Cabo Verde foi considerado o País mais Bem Governado de África em 2004,debateu-se o estado da Nação,as chuvas chegaram (e esperemos que continuem até á altura devida), nasceram novos municipios (e, a partir de amanhã, teremos uma nova cidade),rebentou mais um escandalo político (foi assim que o pintaram) envolovendo uma violação ou pseudo-violação,a Electra continua a nos "beneficiar" com apagões fracassou o Baía das Gatas... enfim, muito mais tem acontecido por aqui e por além. E mais há para acontecer, por isso assunto não me há de faltar.


*Eu tinha planeado voltar as lides com um post a falar sobre o estado da Nação, do meu ponto de vista. Mas tanto se tem falado sobre isso, tanto são os estados que já se pintaram desta nação, que resolvi me abster. Mas não posso deixar de comentar o retrato feito por José Maria Neves e Agostinho Lopes. Como não podia deixar de ser, os dois têm opiniões absolutamente diferentes sobre o estado em que Cabo Verde se encontra: para AL estamos em oito e para JMN em oitenta.
Ora, o MPD não se decide. Diz que o país está péssimo como nunca esteve,aponta os buracos da governação do PAICV mas depois,como que reconhecendo que afinal há progressos, vem dizer que estes só existem por causa das bases deixadas pelo MPD, quando esteve no poder.Bem, parece-me que quando dizem que o que de bom tem acontecido é resultado das sementes que plantaram estão a reconhecer que afinal nem tudo está tão negro como o pintam.É então uma questão de autoria. Mas por essa lógica, temos que parar um minuto para pensar que se as coisas positivas são herança do passado ventoínha, ás más também não o serão (estou a pensar, por exemplo,na situação da Electra)?
Por outro lado, temos o discurso de JMN, que não consegue disfarçar a vaidade ao dizer que o país está num estado auspicioso, que Cabo Verde está na moda e enumera, vezes sem conta, os ganhos que - verdade seja dita - o país obteve. Mas, devo dizer que, se eu fosse o cidadão que chega á noite em casa e econtra-a ás escuras como na noite anterior (e como por certo estará daí a dois dias), se eu fosse o estudante que depois de um ano a esfalfar-me para ter boas notas e depois não conseguisse uma bolsa ou vaga para continuar os estudos nem um trabalho, se eu fosse aquele que mora num buraco de cimento numa "rua" sem calçada, sem luz e cheia de lixo, se eu fosse o recem - licenciado que fica longos meses á espera de um emprego enquanto uns e outros acumulam cargos... se eu fosse qualquer uma destas pessoas, até raiva sentiria ao ouvir o orgulho com que o nosso PM diz que o país está num estado auspicioso.

Portanto, calma. Contenção. Sim, é verdade que estamos a progredir. Mas, contenhamos-nos um pouco ao lançar foguetes, quando muito não seja para mostrar um pouco de solidariedade com aqueles que não estão a beneficiar deste estado de graça em que CV se encontra. Porque o sol não pode brilhar só para alguns.
Eu, que há meses senti-me um tanto revoltada com o retrato feito de Cabo Verde numa reportagem internacional, confesso que senti vergonha quando, há dias, passei por um painel a anunciar lotes para venda num futuro resort de luxo. Portanto, chegamos lá. O fosso está a se alargar. Vamos ser a nova Angola dos PALOP, com milionários instalados em condomínios de luxo e favelas desencatadas ao longe.
Mas deixa lá, é o desenvolvimento.Agora somos PDM. Para o bem e para o mal.

5 comentários:

ELCAlmeida disse...

Ainda bem que o SoPaFla regressou da sua hibernação. Já conhecia este blogue de outras quimeras; chegou a estar nos meus acessos mas como pensei que tivesse cessado retirei-o sem o retirar - em boa-hora - dos Favoritos, pelo que vai lá continuar a estar, agora com mais razões.
Felicidades e bom retorno.
Eugénio Almeida

Silvenius disse...

Também refiz o enlace, satisfeito com este regresso. Obrigado, Kamia!

Palavra Imagem disse...

Olá Kamia! Obrigada pelo post, e pelo regresso. Gostei imenso de ler este teu post com as novidades de CV e as tuas críticas. Continua a escrever!

Iunia disse...

Tive pela primeira vez contacto com o teu blog nestes dias e gostei muito! Regressei da Praia há pouco tempo mas é ainda (e também) a minha casa! Vou estar atenta às novidades!

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Pessoal, muito obrigada pelos vossos comentários e pela força!Com certeza que vou continuar e conto com as vossas sugestões para melhorar.
OBRIGADA!