segunda-feira, 5 de setembro de 2005

MÚSICA PARA A ALMA


@ Ando um bocado depré com as desgraças que vão por este mundo fora (New Orleans, Iraque, Paris...)e procuro conforto na música. Como muitas vezes acontece, sinto que a minha "cedeteca" está a carecer de novidades, por isso faço uma nova aquisição. Preconceituosamente (admito), não sou muito de comprar CD's originais cabo-verdianos. Mas esta foi uma das excepções, e estou contente por a ter feito.
O CD de Vadú, Nha Raíz,é a prova acabada do seu talento.Sem uma grande voz, que marque a diferença, Vadú tem, no entanto, uma força interpretativa, uma adrenalina, que contagia.As composições são muito boas e embora, com pena minha,ele não toque guitarra no CD, está muito bem servido de músicos que ele, humildemente, reconhece serem melhores que ele.
Passei o fim de semana a cantorolar Sosiedadi, Ladridja bu Lagadji, Chalina e Xibioti. Estas duas últimas ainda não tinha ouvido. Amei.


@ Navego na net e descubro sítios onde posso ouvir a música que não tenho e que nem tão facilmente encontro aqui na Praia. Frank Sinatra a cantar Tom Jobim (disco Francis Albert Sinatra e Antonio Carlos Jobim). Girl from Ipanema na voz do "Blue Eyes" é delicioso mas, continuo a preferir a versão original de Garota de Ipanema. Depois, passo para Diana Krall e deleito-me, não com os CD mais actuais mas, re-descobrindo When I look in Your Eyes.

@ No momento em que escrevo estas linhas, descobri uma "ilha" neste mar que é a web, onde posso ouvir as Selmasongs inteirinhas. Selmasongs é o CD da Bjork, banda sonora do filme Dancer in the Dark (1999, do dinamarques Lars Von Trier, do movimento Dogma). Não sei porquê, nunca saiu da minha lista de CD's a comprar para a minha modesta "colecção" de Bandas Sonoras. Mas ainda há tempo. E, entretanto, vou ouvindo por aqui mesmo a Duende Islandesa ,com a sua voz de menina, a cantar I've Seen it All.


@ Para um amigo meu, que disse uma vez que tenho mania de "sabichona" (moi??!? Sabichona?!?)aqui fica a prova de que, se a minha humildade não chega para declarar (como o outro) que Só sei que nada sei, pelo menos, tenho plena consciência de que há um MUNDO de coisas que não sei.Por exemplo, não fazia ideia do que era Lounge Music. Aliás, descobri há bocado que já tenho ouvido (e gostado), só não sabia lhe dar nome. E também já tinha ouvido o termo mas não sabia a que se referia.Bem, reconhecida a minha ignorância, tratei de procurar respostas.E fiquei a saber que a Lounge Music foi criada nos anos 50 como música para bares de hotéis de luxo e que já foi chamada de música de elevador.Ganhou o mundo através de CD's lançados pelo famoso Buddha Bar de Paris e o Café Del Mar.É tipo Chill Out Music.




@ Bem, o fim de semana também dediquei-o á leitura. Já vou a meio do Equador de Miguel Sousa Tavares.Deixo os cometários para quando o terminar. Mas...ou MST descreve com verdadeiro realismo a atmosfera sufocante de São Tomé e Príncipe ou Praia está realmente quente demais. Nem depois da chuva arrefece! Como diz um conhecido meu, "é do pecado". Há demasiado pecado nesta cidade.LOL. Praia, Sin City?

7 comentários:

Silvino Évora disse...

Cara Kamia:

Obrigada por ter visitado o meu blogue. Ando sempre pelo seu espaço e tenho notado muitas evoluções.
Fico feliz por teres passado pelo meu Tarrafal. No entanto, mesmo que tivesses entrado em contacto comigo, não podiamos nos encontrar porque não me encontro la neste momento.
... oportunidades não faltam.
Boa continuação

Anónimo disse...

Ola querida

Ainda bem que retomaste o teu jornalzinho, pois realmente deixam saudades os teus comentarios super-fresh.
Fico a espera dos teus comentarios sobre Equador do Sousa Tavares. Eu li-o, imagina, em Holandes, AMEI-O e estou a morrer de inveja de ti que estas a ler o original.

Continua com o teu blog, ele irradia bom humor e inteligencia, informacao e lazer em um, enfim, esta perfeito!!
Um beijinho grande
Flavia

Anónimo disse...

Porque será que tens a partucular tendencia de falar sobre a os livros que lês, as musicas que ouves...?
Não há interese por detras disso pois não? fala de outras coisas também, coisas, mais sem mostrares os teus "conhecimnetos". Porque realmente vais passar por "sabichona" e quere dar lições de cultura a outras pessoas

Anónimo disse...

tenho lido o teu blog que trazoissa interessantes mas há coisasa em que devias usar uma linguagem não digo mais acessivel mas menos carregada de "I´m very intelligent". percebeste. não leves a mal

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Bem, como eu já disse eu aceito todos os cometários desde que sejam com respeito. Anônimo, esta é a tua opinião e eu aceito-a (o que não significa que concorde).
O meu blog não é "oficial" por isso não tem obrigação de nada. A linguagem que eu uso é o meu estilo de escrita e ele é muito pessoal (seja bom ou mau). Não posso, nem vou alterá-lo só para não ferir susceptibilidades (oops, devia usar outra palavra mais barata, não?).
Como o sr.Anônimo assume, ela não está inacessivel portanto, o "problema" é só mesmo passar a impressão de "i'm very intelligent". Olha, paciência!Não vou escrever, sei lá..."transbordar" se gosto mais de "extravasar" por medo de que me chamem de "sabichona".Eu não estaria a ser autêntica.
Quanto a eu escrever sobre os livros que leio, as musicas que oiço, os filmes que vejo...foi para isto mesmo que criei o blog! Porque gosto de dar opinião sobre estas coisas. Dizer o que gostei ou não nelas e porquê, mesmo não sendo autoridade no assunto.Simplesmente. Não quero convencer ninguem de nada, muito menos da minha inteligência.
Quem gosta de futebol que escreva sobre futebol, quem gosta de ceramica chinesa que escreva sobre ceramica chinesa.
Para encerrar de vez esta estória de "interesse por trás",estou curiosa em saber como é que um blog ANÔNIMO pode me dar algum proveito. Sim, porque ninguem me conhece por Kamia. E mesmo as pessoas que sabem quem eu sou agora, (poucas) não o sabiam de início, quando eu já falava de livros, musica, filmes,etc. Se eu tivesse algum interesse em passar por inteligente escarrapachava o meu nome e fotografia no blog, não achas?

Continua a passar por aqui e sempre que quiseres deixa a tua opinião sem problemas. Mas fundamenta-as um pouco, tá? O próximo post vais ser sobre Aida de Verdi e os aforismos de Nietzsche. Tou a brincar! Tou a brincar! Vá lá...eu nem sei quem é Amareli quanto mais Verdi.

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Flávia, muito obrigada pelo teu comment. E já agora, por não te sentires incomodada por eu ir opinar sobre o Equador. LOL.

Anónimo disse...

Kamia

Confesso nao ser leitora assídua do teu blog mas quando posso dou uma espreitadela e sinceramente, adoro os teus comentários.
Beijos Andreia Fonseca