terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

Dia da Lingua Materna - Finalmente um post em criolo!


Oji e dia di lingua materna por isso n-ta screbi em kriolu komu homenagi a lingua materna di Cabu Verdi. Bom, ma papia kriolu tudu cabuverdianu ta papia, screbi go e um poku mas dificil. Um bes ka tinha mutu regra pa screbel ma gossi tem ti dicionário, ku gramatika ku tudu, por isso n- debi sa ta da um monti di erru. (Santiago)
Má cá bsot squecé ké kriol d-Cab Verd el ne tud igual,el tem tcheu variant, e es ke n-ta tentá screvé agora e kriol d-Sancente (S. Vicente). Gent d-kes ot peís ta dzé kel é mas fácil d entendé talvez porq el é mas musicód.(São Vicente)
Mi n-ta gusta d kriol d bubista (Boa Vista), ki esli k-m ta scribé grinha-ci. Um data d-gent ta pensâ kel e moda kel d-Sal ma el nê nada. Kel d-Sal e um m-nhinha ma percid kel d-Soncente (S- Vicente). Busses fca ta sabé Kriol d-bubista ka tem tcheu jatura, tud kim kre ta prendel dpressa. (Boa Vista)
Kriolu di Djar Fogo ta parci tcheu ku kel di Santiagu. El e mas diferenti e na papiá. Por exemplu na Fogo es ta fla "du" um bes des fla "nu". Mi nca sabé kelá e pamodé. (Fogo)
Oficializá nos kriol ê kosa dret ma nô tem k-pensá k tud sês variant ê tud important e ne dret k so purque uns ê mas folod kes ot es ê k ta bem fca kriol oficial d cab verd. (Santo Antão)
Kriolu e nos lingua e nu tem orgulhu na el. Viva dia di lingua materna! Viva kriolu di São Nicolau, Sal, Maio, Brava e di tudu ilha di Cabo Verde!

15 comentários:

Manuel Jorge Marmelo disse...

Fazem muito bem em defender a vossa língua. Só não façam é como os galegos, que, quando conseguiram ver o galego reconhecido como língua oficial, eram tantos os tipos de galego que precisavam de ser consensualizados que eles acabaram por ficar com uma norma linguística que não agrada a ninguém.

Anónimo disse...

Môôôs, bo ê prôp "multi-lingua"....

Anónimo disse...

ami parse-m ma maior parti di algen ki sta papia di kriolu ka sta purpuradu pa fase-l, y, pásu sin, pásu nãu, es ta dexa skapa ses falta di purparason. kamia, es bu kriolu li, é un izenplu klaru di nisidadi di nos língua ser nxinadu na skola. so pa N da-bu un izenplu: e ka língua materna, más língua maternu. si bu kre sabe pamodi, sta txeu livru na merkadu ki ta trata des asuntu.

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Nha guenti,pamodi ki tudu alguem ki ta fazi um critica tem ki sucundi tras di anonimatu?! Nhos teni medu o ké?! Ami nka ta sota ninguem...E djam fla monti bes ma desdi ki ka partidu pa ofensa nenhum kumentariu ka ta pagadu di li.
Whatever...
Fofo, ou fofa:Lê kusé kim screbi na inicio di post: "ma gossi tem ti dicionário, ku gramatika ku tudu, por isso n- debi sa ta da um monti di erru". Portanto, ca tem necissidadi di bu flam ma n-sta screbi erradu e ma tem livro sobre o assunto. N- sabel, mas comu: ..."Confio, e muito, no pensamento dos grandes homens, mas reivindico o meu direito próprio de pensar." - Séneca - E, JÁ AGORA, DE DIZER O QUE PENSO." é si ki kusas ta funciona li na blog.
Mesmu assim, obrigada pa bu visita e pa bu comentário ki n-tem certeza ( parcem ma é serteza,né?) ma foi feito ku tudo boa intenção, chei di luz e amizadi na coração.
Até n-ta convidaba bo pa dam uns aulas, mas como bo é anonimo e també proximu semana n-ta começa inxinadu criolu na escola...ca tem necessidadi.Obrigada na mesma. Fica dretu.

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Só mas um kusa:nunca n' obi ninguem de Boa Vista ou São Nicolau ta fla maternu em vez di matern. Pamodi ki é maternu ki ta screbedu? Kem ki inventa scrita di criolu? Tudo alguem di tudu ilha tem ki screbi nisisidadi?kes li e kes pergunta ki n-sta bai fazi na primeru aula.E já agora: um bes ta screbeda n'ta, pamodi e quem qui dicidi ma é n-ta? N-teni kuriosidadi...

filinto disse...

Kamia,

Já Caetano Veloso cantava em “Língua”: “E eu não tenho pátria, tenho mátria e quero fratria”. E eu digo, do mais fundo de mim, eu quero a língua da minha alma. Dos 6 mil idiomas em risco, o crioulo de Cabo Verde pode ser um deles, se não tomarmos, com urgência, a decisão de a oficializar e de a valorizar. Disse e bem, Koichiro Matsuura, da UNESCO, que "Quando uma língua morre, uma visão de mundo desaparece". Esta frase deve ser tomada com seriedade e responsabilidade. Se perdesse o crioulo neste momento, eu deitaria mão ao português para me comunicar, mas ficaria sem a língua com que chorar e amar…

Filinto Elísio

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Ah! Finalmente um nome!
Mais uma vez repito: sou a favor da oficialização - bem feita.
Não concordo que o nosso criolo está em risco de desaparecer.Mas é só a minha opinião de leiga.Nunca senti que em Cabo Verde o português tivesse mais força que o criolo. Talvez na época colonial...
Sim, também eu choro e amo "em criolo" :)
Volte sempre!

Anónimo disse...

Kamia, min ta compreendi perfeitamente qui pessoas ser anónimos na sés comentários. Bó mesmo dja bu tchiga di fla ma Kámia é ca bu nómi própi e ma quasi ninguém ca sabi bó é quenha propriamente. Bu atcha ma tem anonimato más di qui quel li. Bu blogue tem um moderador de nome falso, sem qui ninguém sabi quenha qui sta comunica. Nem por isso, ninguém ca criticau. Por isso, n atcha ma bu ca tinha direito di criticaba pessoas qui sta agi na sombra.

Anónimo disse...

dCORREÇÓN:
di criticaba nau... di respeitaba

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Anónimo há uma diferença entre os que são sempre anónimos e os que não o sendo vestem a pele de anónimos para assim dizerem o que não têm coragem de dizer com o seu nome ( como eu desconfio que seja o seu caso).
Para lhe provar que não criei este blog com o pseudônimo Kamia por covardia, lá vai...

Anónimo disse...

Kamia... pelo Amor de Deus. Qui fla ma Kámia é ca bu nómi é bo. Mi só n sta repite o qui bu fla otrus tempos li na bu blogue. N pensaba ma bu tinha um bocadinho más di classe. Dja bu decepcionam própi... mas vida é si.
Só restam desejau boa continuação... fica ma bu ta sabi ma EDUCAÇÃO É ARMA DI LEBERTAÇÃO ESPERITUAL DE QUALQUER SER HUMANO.
Tchau

Anónimo disse...

O nha genti, forti konbersu sabi( ka meste poi asentu pa fika ta sabedu me sabi di sabura, pamodi si éra sabe di saber e ta serba ku «e» ke si vugal temátiku, dja ki ta fladu sabEba y non sabIba.

Un teta rixu pa tudu nhos, sen géra.

P.S: Kamia, ka ten kusa mas totalitáriu ki língua. Alfabetu di un língua é un konvenson fetu ku bázi sientífiku. Ta parse-m ma es ronha di fla ma bu ta skrebe modi ki bu kre, ka ta pega, pamodi bu ta kore risku di skrebe so pa bo mésmu. Mas N ta ntende-bu: studa y prende ta da trabadju, inbóra ta parse-m ma bu ka kriatura prigisós.

Anónimo disse...

Na San Nikulau ku boavista ta kontise u-ki ta txomadu di morfonolojia; di kualker manera komu ka ten vugal O/A pa indika jéneru é irilevanti. Na kazu di santiagu, bu tinha ki sabeba purminoris di variason di jéneru y númeru, y si bu fla materna bu sta kai na diskriolizason. Prublema é ka sabe kal varianti ki ta ba ser ofisial, e ntende funsionamentu di kriolu. N ta spera ma bu ta ba studa purmeru antis di bu komesa ta poi unha di fora, ta txoma algén di kobardi so pamodi e tenta mostra-bu inpriparason ke ka burgonha ninhun.

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Ora aí está: anónimo, anónimo, anónimo.Kes kumentariu li é di um só alguem? è di tres alguem diferenti? Ou é di um alguem ta fazi di conta ma el é tres alguem?
Ami kre parcem ma karapuça cobardia sirbi alguns alguem dretu e agora komu es ka tem argumentu pa defendi di kelá es kre bem confrontam ta tenta passa ideia ma mi é um anti-kriolu. Sorré, má ca ta panha.

Anónimo nº1: n-ca percebi bu reaçon. Ami n-ca fla ma bu ca sta certu. Tanto é ki n-scarapacha nha nomi li na blog (lê blog e não só caxa di kumentariu). Undi falta di classe, undi falta di educaçon?! Sorré, ma bem educada go mi é ti ponta di unha.:)Kuantu a bu decepcon (é si propi ki ta screbedu?) n-ca podi fazi nada pa consolau. É vida...pô, kuasi ki n-pensaba ma bu sina bu kumentariu, ma era só um "tchau".

Anónimu nº2:Kusa kim ka ta ceta é pa alguem poi palavra na nha boca - nes kasu na nhas dedu :) - ami n-ca fla ma n-ta screbi kriolu moda kim kré. N'tevi umildadi di fla ma komu n´ca sabi tudu regras ma n'debi sa ta da monti errus (3º bes kim sta fla es kusa, nhos lê ku atenson por favor).E n'fla també ma n'sta intersadu na prendel e n-mostra kuriusidadi na curso di Lingua Caboverdiana ki sta ba dadu na escola já-já.Undi rebeldia na prendi nos lingua?! Undi priguiça di toma aula?!Por isso n'ca sta odja undi ki de repenti djam bira inimiga di kriolu.
É pamodi n'fla ma sa ta impodu varianti di Santiagu? SIM, é kelá ki é nha opinion e di munti otus alguem.

Anónimu nº3: Ami n-sta enkantadu ku odja modi ki tudu alguem ki sta kumenta li é bom na screbi kriolu e sta empanhadu na inxinam, embora ku arrogância ku tudu, ma ka tem problema, djam prendi uns dos kusa dja e n-ca tem problema na adimiti (pamodi sempri n-xinadu ser umildi, ma sem ceta abusu go).
Agora, kusé ki sta rola li é um grandi konfuson na tenta mistura discuson di kriolu, ku discuson di anonimatu.

N-tem certeza ma metadi di alguem ki sta li ta kumenta anónimu tem um blog.Mas kel ki n-tinha pa fla sobre es assuntu djam fla lá na posts Touché e Comunicadu.Mas pa kem ki mesti lê mas um bes pa intendi:

1. Ami é dodu na kriolku e a favor di se oficializason mas n-ca ta concorda ku supremacia di kriolu di Santiagu.

2. Anónimus podi continua ta kumenta li á vontadi desdi ki ka falta niguem ku respetu.Mas nha opinion é ma guentis divia tinha coragem di sina ses nomi, principalmenti kem ki tem um blog.
Mas es é livri di ka sina, sima mi é livri di pensa ma kelá ka sta dretu.

Voltem sempre.Bjs.

Nuno ELOY disse...

OLA SOU O NUNO ELOY
E GOSTARIA DE APRENDER A FALAR CRIOLO DEVIDO A FAMILIA DA MINHA ESPOSA SER CABO VERDIANA.
SERIA UMA SURPRESA PARA ELES.PODEM AJUDAR
nunoeloy@hotmail.com.
obrigado