sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Round Up The Usual Suspects (10), com blogues convidados

Pela bloguesfera fora tenho encontrado escribas tombados de encanto pelo CD de estreia de Mayra Andrade, Navega. Aqui, aqui, ali, aquém e além, todos tecem elogios á cantora e ao seu trabalho.
"(...) enquanto escrevo este post, o dedo coça quando volto a alguma faixa de “Navega”, o disco de estréia desta caboverdeana de 21 anos, com talento e beleza suficientes para tornar-se musa instantânea."
"Lá, nos céus, está alguém a escutar esta menina: Mayra Andrade" .
"(...) este é um daqueles casos em que o melhor é não fazer ruído nenhum. Oiça-se apenas esse barulhinho bom. Sabura total!"
Do CD, eu tinha ouvido apenas duas músicas (Dimokransa e Lua). Até hoje. Hoje ouvi-o todo e depois uma outra vez. E outra. Que posso dizer que já não tenha sido dito por quem faz melhor uso das palavras do que eu? Apenas que compreendo o encanto dos Ulisses da bloguesfera pela voz desta sereia das ilhas criolas. Parece-me no entanto que o encanto não é apenas pela voz. Os outros predicados da cantora também parecem ter contribuido para rendição dos senhores. :)

2 comentários:

Manuel Jorge Marmelo disse...

Encanto dois em um... (risos)

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Pois se até em francês a miúda canta...e bem.