quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

Cabo Verde em 2006: Rewind (Parte I)

Três dias para o final de 2006. Que ano, hein? Enquanto não chega o balanço do So Pa Fla, não resisto a cair no lugar comum e fazer um balanço do ano ao país. Isto é, é um balanço de acordo com o meu sentir, a minha opinião. Por isso não estranhem certos destaques que poderão não parecer lá muito dignos de nota ( e também está um pouco a puxar por Praia, pouco sobre o resto do país). Mas se alguem quiser acrescentar algo: Flá També, nos comentários ou no Sopafla@gmail.com .

Eventos do Ano:
Steadfast Jaguar (exercícios da Nato) - as tropas estrangeiras invadiram Cabo Verde e dividiram águas. De um lado os fervorosos defensores, de outro os detractores, e ainda os indiferentes;
Copa do Mundo - a Copa é dos poucos eventos que, acontecendo num só país, mexe com todos os outros, mesmo os que não participam na competição, como foi o caso de Cabo Verde(por um triz);
Festival de Música de Santa Maria - deslumbrou pelo aparato técnico e pelo calibre dos artistas estrangeiros;
Feira Internacional de Cabo Verde - pelo menos a nível da propaganda que se fez foi um dos eventos do ano;
Festival de Música de Santa Catarina - repetiu-se a apoteose do Sal, graças ao mesmo mecenas venerado por todos, no matter what...
Mês do Cinema Documental - Foi o que nos salvou num país praticamente sem salas de cinema a funcionar. Entre o Oiá, a Mostra do Cinema Pobre e as exibições do CCF chegou a vez de Cabo Verde "descobrir" um género que desde há um par de anos tem registrado um renascimento, uma revitalização, a nível internacional.

Figuras do Ano:
José Maria Neves - primeiro, o Moranguinho reconquistou Cabo Verde, esbanjando charme durante a campanha eleitoral e conseguindo o 2º mandato para o PAI. Porém, ultimamente o nivel de popularidade deve estar a baixar, pois estamos em tempos de medidas impopulares;
Cristina Fontes - como se não bastasse a GI Jane ter comandado os exercícios da Nato, ela ainda consegue salvar a cara ao Governo quando aparece em horário nobre, armada de uma retórica imbativel, para defender o pessoal da situação;
António Correia e Silva - exemplar no seu trabalho na comissão instaladora da UniCV, destacou-se ainda mais por ter recusado descer de nível e embarcar na tentativa de polemização da sua escolha para reitor da mesma;
Abrão Vicente - goste-se ou não do rapaz, AV incendiou durante uns tempos a imprensa online e não só, alimentando acesas discussões devido às suas declarações consideradas polémicas. De resto, "N'ta mora li" continua na boca do povo;
Bloggers - sim, todos nós, comunidade blogueira caboverdiana, porque contra ventos e marés, com anónimos ou sem comentários, resistimos e mantemos activo no universo bloggístico o nome de Cabo Verde...

Fiascos do Ano:
Impugnações das Eleições Legislativas e Presidenciais - na verdade só foi um fiasco para aqueles que pediram as impugnações porque viram goradas as suas intenções. De resto, é saudável que haja quem conteste, pelos mecanismos apropriados numa democracia, aquilo que considera estar mal feito.
Apagão da Electra - este foi um anus horribilis no que toca á eletricidade. Basta dizer que há quem ainda não se tenha recuperado da falência causada pela Electra ;
Feiras do Livro - não houve este ano e quase nada se disse sobre esta ausência de peso num país ainda com tão pouca oferta de livros;
Inundações e Paludismo na Praia - este foi um ano de prova para aqueles que, como eu, amam esta cidade. Foi duro ver Praia a descer a niveis que julgávamos há muito ultrapassados. Restou-nos o consolo de que noutras àreas, noutros aspectos, a cidade evoluiu;
Arranque do acordo das ZDTIs - deu bronca, cabeças rolaram e ficou um inevitável amargo de boca e a triste sensação de que o país está a escoar-se-nos por entre os dedos...
Na Parte II: Os lançamentos do Ano (não de cds e livros), Os artistas do Ano, As máguas do ano, as modas do ano,...

2 comentários:

Anónimo disse...

Kamia,
Muitos parabéns pela nova cara de teu blog. Gostei!
Que coincid~encia, este teu artigo! Estou acabando de rabiscar um artigo, para meu blog, que faz um ligeiro balanço a 2006... nada de tão dissecado, mas um balanço MEU!
Feliz Ano para ti e familiares.

Abraço,
Vera

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Obrigada Vera.
Pois é, é a época dos balanços :)
Sim, os balanços mais formais e completos serão fetios pelos jornais e televisão por certo.

Muitas felicidades para 2007 e muita saúde.