quarta-feira, 3 de maio de 2006

Djarfogo I

Caros amigos e leitores, 12 dias depois, dou por terminada as férias do SoPaFla justamente porque há muito pa fla (que é como quem diz, para dizer). Muito obrigada a todos pelas mensagens aqui no blog e por mail, a desejar boas férias e rápido retorno.
Os últimos dias destes 12 foram de férias, não só para o blog, mas também para mim, que fui á ilha do Fogo festejar o padroeiro da cidade de São Filipe. Foi um sonho realizado. No inicio deste ano, uma das coisas que planeei foi fazer por merecer o titulo de cabo-verdiana e partir á descoberta da minha terra. Fogo,Maio, São Vicente, Santo Antão, São Nicolau e Brava são as ilhas que não conheço (ou seja, não conheço nada do meu país!), e este ano propus-me a partir á descoberta pelo menos das quatro primeiras. Uma já lá vai.
Mas uma coisa é certa, esta viagem a Fogo terá que ser repetida assim que surgir uma oportunidade porque soube-me a pouco. Na verdade eu só conheci a cidade de São Filipe, onde decorriam as festas. Ou seja, fui a Fogo e não vi o vulcão! É o mesmo que ir ao Vaticano e não ver o João Paulo II (oh, espera agora está lá outro...e parece-me que não tem havido assim tanta gente a querer ir vê-lo).
Bem, aviso aos visitantes deste recanto que, por mais uns pares de posts, vão ter que me aguentar com o assunto Fogo. Vou tentar passar para aqui as minhas impressões desses deliciosos 3 dias passados nessa ilha fantástica de gentes tão simpáticas e serenas que nos deixam saudades quando voltamos para uma cidade onde, a cada dois passos, ouve-se: "Cuidado que ainda te dão um caçu bodi", "soubeste que fulano de tal foi assaltado?", "ouvi dizer que houve 5 caçu bodis só na Terra Branca".
Enfim...vou esforçar-me ao máximo por manter as impressões da viagem o mais vivas possiveis, durante muito tempo. Por exemplo, estive a ler isto e agora só me apetece ir ver as fotos da viagem outra vez. Eu sei, é pura negação.

6 comentários:

Mário Almeida disse...

Olá, Kamia:
Ë bom ter-te de volta. Sabes, eu só conheço a ilha de Fogo de "vista" - na camin di Brava /Santiago vislumbrei as suas margens ao longe e o seu imponente vulcäo, por entre saltos de golfinhos ao redor do barco.
Vou adorar ler as tuas impressöes sobre tera de burcan.
Tempo de lobos já regressou das férias.

louiswarner22080588 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pura eu disse...

Querida, eu tambem estive por la, como sabes... tenho tanto para dizer, e simplesmete nao sei por onde começar. hehe

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Olá Margarida, fizeste boa viagem de regresso?
Pois! Eu realmente não estou a saber muito bem como passar as impressões, como expressar o encantamento que São Filipe me deixou. Estou a tentar, mas...Bem, optei por um registo o mais pessoal possivel mas aliado a uma certa dose informativa sem ser jornalistica. Não sei se está a resultar...não, não está. :)

kara disse...

olá kamia.A ilha do fogo é, como diz o outro, fenomenal. Pessoas simples, simpaticas, humildes. E s. Felipe então? Já viste cidade mais limpa? Quem me dera que a nossa praia fosse assim...
Se soubesse que querias tanto ir conhecer o vulcão tinha-te convidado. Já agora foi um prazer conhecer-te

Kamia aka Chissana Magalhães disse...

Oi Kara, sim também gostei de ter tido a oportunidade de conhecer-te e econtrar a Margarida.
Oh, sim eu queria muito ir a Chã das Caldeiras mas infelizmente o meu grupo não estava tão entusiasmado e também não estava fácil conseguir transporte.